Pages

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Rodada 6 – CAMPEONATO BRASILEIRO

2 comentários
 
Olá moçada! Estamos de volta para mais um Dicas do RaztilhoGuita e nesta edição vou analisar o jogo entre duas equipes que vem despontando no cenário brasileiro com uma boa campanha no Brasileirão.



Rodada 6 – CAMPEONATO BRASILEIRO


As equipes usaram táticas centrais procurando dificultar as jogadas de passe curto.


O Cacique jogou com 3-4-3, dois volantes e dois meias ofensivos. Zagueiros avançados para apoiar o meio campo. E usou passes curtos para infiltrar a zaga do adversário.


Vila Xurupita FC usou a mesma tática que vem usando em jogos anteriores, time que esta ganhando não se mexe, 3-4-3 reforçando o meio campo.


Jogo:

O jogo é equilibrado o Vila joga no erro do Cacique e em uma jogada pela intermediaria o atacante do Vila, camisa 10 Gilson, faz o domínio e tabela com Luís (camisa 7), avança pela ponta direita, chama a marcação e cruza para Ryszard Anszczak (camisa 9) que domina completamente livre e mete uma bomba, o goleiro ainda consegue espalmar, a bola bate na trave e sobra para o terceiro atacante, Marcos, camisa 11, colocar para o fundo das redes. Esse é um exemplo claro que a partida iria ser decidida no detalhe e no erro.

Apos o gol o domínio passa a ser do Vila que utiliza boas jogadas com o meia Luis (camisa 7) que leva a bola e coloca os atacantes na cara do gol. O Vila faz 2 a 0 aos 25 minutos de jogo.

Cacique comessa a jogar no contra-taque e faz boas jogadas levando perigo ao goleiro do Vila.

No final do primeiro tempo os goleiros trabalharam bastante com grandes defesas. Neste jogo os times usaram defesas agressivas o que deixa espaço para o centroavante ficar livre e receber a bola para decidir com o goleiro. Ganha o time que tiver o melhor goleiro. Um primeiro tempo com maior aproveitamento por parte do Vila que desperdiçou menos.

Os meias do Vila mostraram mais domínio de bola no jogo ganhando todas as bolas lançadas. Isso possibilitou um maior volume de jogo. Já o Cacique fez jogadas rápidas de contra-taque como a do seu primeiro gol, onde o goleiro Pedro Luiz Bastos cobrou o tiro de meta direto nos pés do atacante estrangeiro (camisa 9), que dominou e chutou a bola na trave esquerda do goleiro sobrando para o Waclaw Jarosiewicz (camisa 11) empurrar a bola para dentro do gol. Esse lance mostra a importância de um goleiro com passe longo e inteligência.

Os ataques dessas equipes mostraram ter mais resistência do que os zagueiros, pois aos 30 minutos do segundo tempo ainda deram muito trabalho aos goleiros. Vila com atacantes brigadores marcou o terceiro gol. E o Cacique com atacantes rápidos fizeram o segundo.

Cacique teve forças para empatar a partida, mas não conseguiu segurar o Gilson Brodel (camisa 10) que fugiu da zaga e meteu uma bomba sem chances para o goleiro. Esse foi um jogo onde a vitória poderia ter ido para qualquer lado e até o empate poderia ter acontecido. Esta é a marca do Campeonato Brasileiro, onde a equilíbrio entre as equipes e o fator que decide é a tática e a sorte.

Foto-Gol

Sobre o Autor:
Guilherme Ferreira Guilherme Ferreira é radialista e estudante de jornalismo. Apresenta o programa Fã Clube da Rádio Gazeta sempre aos domingos 13h. Blog criado em março de 2011 e traz informações sobre os artistas do sertanejo universitário, bandas de bailão e tchê music.

2 Responses so far.

  1. Elton says:

    Olá!!

    Muito boa sua análise, somente um retoque usei a defesa normal -nomrmal contra o ccaique.

    Eltonpaulo

    Vila Xurupita FC

  2. Ok Elton valeu pela dica...ja alterei.....abraço brow e bons jogos!!!